Bancos e Cadeiras
  MBC001
Banco com pernas em arco e entalhes decorativos

Madeira de olmo (yümu), originalmente policromada. As pernas curvas desta peça inspiram-se nas pernas de um felino. São típicas do norte da província do Shanxi e da Mongólia Interior.
O design provavelmente chegou à China durante a dinastia Liao, de origem mongol, por volta do ano 1000, perdurando com poucas modificações até o início do século XX.
Dinastia Qing (pron. Tchíng), século XIX.
  Dimensões:
114x32x50

  MBC002
Banco com pernas de felino e entalhes decorativos

Madeira de olmo (yümu), originalmente policromada. As pernas curvas desta peça imitam pernas de um felino. As curvas são típicas do norte da província do Shanxi e da Mongólia Interior.
O design provavelmente chegou à China durante a dinastia Liao, de origem mongol, por volta do ano 1000, perdurando com poucas modificações até o início do século XX.
Dinastia Qing (pron. Tchíng), século XIX.
  Dimensões:
135x33x50

  MBC003
Banco com entalhe floral e círculos

Madeira de nogueira (hetaomu). Design simples e severo, baseado originalmente em uma peça feita de feixes de bambu ou de chorão. O banco provavelmente data do século XIX, apesar de ter linhas de um estilo que se consolidou no início do século XVIII, no período áureo da dinastia Qing. Peças como esta influenciaram o mobiliário inglês do final do século XVIII, em particular o ‘Chinese Chippendale’. O duplo círculo denota felicidade. Dinastia Qing (pron. Tchíng), seculo XIX.
  Dimensões:
119x33x53

  MBC005
Banco com pernas em arco e entalhes decorativos

Madeira de olmo (yümu), originalmente policromada, topo formado de uma bela prancha grossa. As pernas curvas desta peça inspiram-se nas pernas de um felino.
São típicas do norte da província do Shanxi e da Mongólia Interior. O design provavelmente chegou à China durante a dinastia Liao, de origem mongol, por volta do ano 1000,
perdurando com poucas modificações até o início do século XX. Dinastia Qing (pron. Tchíng), século XIX.
  Dimensões:
234x40x54

  MCA001
Par de cadeiras ‘violoncelo’

Madeira de olmo revestida de laca preta. Frisos em cor natural da madeira.
Design original, moderno. Contemporâneas.
  Dimensões:
44x44x94

  MCA003
Conjunto de quatro cadeiras

Madeira de faia (jimu). Design simples com volutas decorativas sob o assento.
O modo confortável, e correto, de se sentar em uma cadeira chinesa é apoiando os pés sobre a barra que existe na parte anterior.
Província do Fujian, sul da China, século XIX.
  Dimensões:
49x39x93

  MCA004
Par de cadeiras para senhoras

Madeira de olmo com traços de laca. Bela pátina. Cadeiras pequenas e de pouca profundidade eram usadas por senhoras.
O modo confortável, e correto, de se sentar em uma cadeira chinesa é apoiando os pés sobre a barra que existe na parte da frente.
Os detalhes decorativos são típicos da província do Shanxi, norte da China. Dinastia Qing (pron. Tchíng), século XIX ou anterior.
  Dimensões:
44x37x99

  MCM002
Banco

Madeira de faia (jimu) com traços de laca preta, bela pátina e envelhecimento.
Banco para uso como leito. Linhas simples e funcionais originárias na dinastia Ming, séculos XVI e XVII, pequenos frisos decorativos.
Província do Shanxi, norte da China, dinastia Qing (pron. Tchíng), século XIX.
  Dimensões:
189x65x56
^topo

Augusta 664 - Tel.: 11.3159.4314/3346.4504 | Atendimento: Seg à Sex - 11 às 19h / Sáb - 10 às 17h
Copyright © 2001-2005 Augusta 664 • Produzido por
Carranca Design